• Home
  • /
  • Sobre mim
  • /
  • Contato
  • /
  • Blogs Parceiros
  • /
  • Escritores Parceiros
  • [Por Aí] Johnny Rockets no Brasil

    Esta postagem foi feita para o meu blog Viajando com a Gente , porém decidi que, vez ou outra, falarei por aqui também, de alguns restaurantes pelo mundo, viagens e outras coisas mais, então deliciem-se...



    Hoje, a minha postagem será um pouco diferente do convencional. Irei falar sobre um restaurante. Várias franquias que são sucesso na terra do Tio Obama, estão aproveitando para aventurar-se em terras tupiniquins. Não precisa ser muito inteligente, se vamos gastar nossos reais lá, porque não trazer o negócio para cá ?

    Olive Gardens, Johnny Rockets, Red Lobster já se instalaram. Walgreens está chegando. E mais coisas vem por aí.

    Pois bem, sábado, dia 17/05/2014 eu estava com uma vontade da comidinha de Orlando. E me lembrei que minha amiga Andrea Lucredio havia postado algo sobre o Johnny Rockets. Lá fui eu, www.johnnyrockets.com.br para ver onde eram as lojas. PUFT !!! Nenhuma perto. Aí fui com aquele jeitinho falar com meu marido, que teríamos que ir até Pirituba para almoçar, só que tipo, eu moro próximo ao Ipiranga, super perto né ?!

    Fomos ao Shopping Tiete Plaza Shopping, é um shopping novo. O Johnny Rockets fica no segundo piso. Subimos as escadas (a pé) e demos nosso nome, não havia espera, era apenas o tempo de limparem a mesa, sentamos em um banco e ficamos aguardando.

    Estamos lá bricando, rindo e tirando fotos e a moça grita bem alto e bom tom : Giiiiiiisele. Até assustei, sério mesmo. E lá fomos nós. Quando entramos, ela grita novamente Olá. E todos dizem : Olá. E fomos conduzidos a nossa mesa.

    Na Nossa Praça

    Assim foi identificado o nosso local, veio uma atendente que se apresentou e perguntou se já conhecíamos o Johnny Rockets. O Mateus disse que sim e não. Então ela perguntou se conhecíamos fora e ele disse que sim, mas ela disse que nos explicaria tudo caso fosse alguma coisa diferente. Disse que ela seria a responsável pela nossa praça e qualquer coisa poderíamos pedir a ela ou na ausência a outro atendente.

    O refrigerante e Ice Tea eram refil. O lanche (obrigatóriamente) você paga R$ 4,60 (se não me engano) e recebe a batata ou salada como acompanhamento, o que é uma boa, assim evita que você precise pedir a porção por R$ 21.
    A batata você pode escolher com bacon e cheddar ou com chilli.

    Em dado momento, sem perceber você já está dando OOOOI de forma automática mais totalmente alegre. É contagiante.

    Os lanches você pode escolher com hamburguer tradicional ou trocar pelo de picanha, caso faça a troca paga a diferença de R$ 3,80 (se não me engano)

    Os refrigerantes são da marca Pepsi. Cerveja é Budweiser.

    O cardápio em si é basicamente o mesmo dos EUA e existem todos aqueles shakes deliciosos (embora não sejam tão deliciosos, mas quebra bem o galho para matar a vontade)

    A bebida em ser refil era uma grande vantagem, exceto pelo fato de que a nossa atendente estava cuidando de mais cinco mesas além da nossa. E lá eles precisam fazer tudo, ou seja, existem muitos funcionários, mas todos parecem ainda muito perdidos.
    Então hora os copos precisavam ser trocados na máquina, hora a máquina havia parado de funcionar. Isso foi algo que deixou bem a desejar. Tomamos apenas 2 refrigerantes. Para nós que tomamos bastante isso não foi algo legal.

    Estava gostosinho, veio rápido e da mesma forma que veio eu tomei. Matei a vontade.

    Meu marido pediu este lanche, ele não lembra o nome, mas é um X Bacon Salada. E veio quase frio. Eu insisti muito para que ele solicitasse a troca e ele não quis, comeu o que deu, depois o que não deu, ele desistiu. Mas a apresentação do prato é realmente de dar água na boca.

    Eu pedi o lanche que sempre como, o Route 66. Tenho essa mania : Mais do Mesmo, não adianta. E assim, pouco champignon, pouco queijo, muita cebola. Mas vamos lá, estava gostoso sim.

    E do nada, aumenta-se o som e os atendentes vem a frente do balcão e outros atrás e começam uma coreografia, com palmas e gritinhos. Dançam por alguns minutos. O suficiente para dar uma animada no ambiente. No tempo em que ficamos lá, aconteceu por mais 2 vezes.

    Ao acabarmos de comer, pedimos ainda sobremesa. 
    O Mateus pediu um Sundae, que não foi perguntado a ele do que, eu pedi um wafle e meu marido um cheesecake.

    A sobremesa eu não recomendo. Nenhuma delas. Exceto o Milk Shake.

    O do Mateus veio com calda de morango e ele disse que não comia morango e a atendente disse então que não tinha como trocar, que era assim mesmo, sendo que o do cardápio estava um de chocolate e foi aquele que ele mostrou a ela. Enfim, não vamos brigar por isso, ok, sem problemas, tudo bem. Passou um pouco ela trouxe um copinho cheio de calda de chocolate, problema resolvido e ele comeu tudo até chegar na tal da calda.

    Custo x Benefício

    Eu não achei tão mais caro do que nos EUA, levando-se em conta o fato de se fazer a conversão. A atenção inicial ao atendimento também é melhor e o local é mais animado. Enquanto nos EUA é apenas uma lanchonete básica, aqui passou a ser uma lanchonete de médio padrão.
    Pelo menos nesta unidade em que fomos ainda parece muito desorganizada, atendentes perdidos e sem noção de quantidade de cada coisa, por exemplo, acabar refrigerante da máquina, chopp e ninguém repor são coisas complicadas de se acontecer em meio ao horário de pico.

    Uma pessoa atendendo 5 mesas e tendo que fazer tudo é extremamente desgastante, levando-se em conta a demanda de pedidos e tamanho das mesas deveria ser melhor dividido.

    E ao que tudo indica, eles vieram para ficar, pois já estão abrindo mais uma loja e até o fim do ano mais algumas serão abertas.

    Outro detalhe bacana é que ao sair da loja, você também recebe um tchau dado por todos.

    0 comentários :

    Postar um comentário