• Home
  • /
  • Sobre mim
  • /
  • Contato
  • /
  • Blogs Parceiros
  • /
  • Escritores Parceiros
  • [Livro] #Resenha - Grey


    Sinopse :


    Na voz de Christian, e através de seus pensamentos, reflexões e sonhos, E L James oferece uma nova perspectiva da história de amor que dominou milhares de leitores ao redor do mundo.
    Christian Grey controla tudo e todos a seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio – até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. Christian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Diferentemente de qualquer mulher que ele já conheceu, a tímida e quieta Ana parece enxergar através de Christian – além do empresário extremamente bem-sucedido, de estilo de vida sofisticado, até o homem de coração frio e ferido.
    Será que, com Ana, Christian conseguirá dissipar os horrores de sua infância que o assombram todas as noites? Ou seus desejos sexuais obscuros, sua compulsão por controle e a profunda aversão que sente por si mesmo vão afastar a garota e destruir a frágil esperança que ela lhe oferece?



    Impressões :

    Desde quando li "Cinquenta Tons de Cinza", eu sempre dizia que queria entender a mente do Christian. Não só pela questão de ele querer ter um relacionamento apenas entre questões de submissão, mas principalmente pelo fato dele sentir prazer exclusivamente ao infringir dor.

    Não é preciso ser o Dr. Flynn para entender que trata-se de uma mente doente, confusa e extremamente conturbada. Mas porquê ? Essas eram respostas que eu achei que jamais teria, no entanto, para minha alegria, Grey saiu.

    Começaram os debates com as amigas, 90% delas detestaram o livro. Mas pude perceber que em sua maioria foi pelo simples fato de poder enxergar que Grey não era aquele ícone todo de homem perfeito, que muitas mulheres passaram a sonhar. Eu, como penso diferente da maioria, sabia que iria ter as respostas que sempre busquei ali.

    Já nas primeiras páginas, notamos um Grey diferente do que a Ana descreve. Um homem inseguro, imaturo e por diversas vezes egocêntrico.
    Christian não sabe lidar com suas emoções, muito menos sabe ouvir não. Manipula as pessoas, manipula tudo a sua volta e acredita que o dinheiro é capaz de tudo.

    Neste livro obviamente não temos a "Deusa Interior" o que já é uma enorme vitória, porque só Jesus na causa, eita Deusa chata do inferno. Christian tem o seu exame de consciência que também fala com ele em diversos trechos, nada cansativo no entanto.

    Elena não se faz tão presente para Grey, como se faz para Ana. E isso é uma grande diferença entre os enredos, na verdade, creio que ela não o afeta em absolutamente nada.

    Podemos concluir que Grey, nada mais é do que um menino perdido, assim como no tempo de sua mãe verdadeira. Alguém que não sabe lidar com os seus sentimentos, não conhece nenhum sentimento além do amor próprio (até que conhece Ana) e mais do que isso, um homem fraco, incapaz de se entregar ao que sente.

    Nota :





    Mas não é só isso, como este mês é o aniversário de 1 ano do blog, resolvi fazer o sorteio do livro para vocês.
    O sorteio entrará no ar no dia 13/11 não deixe de participar.

    11 comentários :

    1. Quero muuuuuuuuuuuuuuuuuuito ler esse livro!
      Eu adorei a trilogia Cinquenta Tons <3

      Beijinhos :*
      Sankas Books

      ResponderExcluir
    2. Oi,
      Não gostei de 50 tons, mas pretendo ler esse livro.
      Algumas coisas sobre ele, ficaram meio off no primeiro livro.

      tenha uma ótima semana.
      Nana - Obsession Valley

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi Nana,
        eu recomendo, bem mais legal que 50 Tons.
        Beijos

        Excluir
    3. Que bom que você gostou, Gi!
      Queria taaanto ter amado também! hehehe
      Beijinhos,
      Alice
      www.wonderbooksdaalice.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Alice,
        Então, eu gosto de entender como as "pessoas pensam"hahaha
        Beijos

        Excluir
    4. Li esses livros e foi um teste de paciência. A trama seria boa se não fosse narrada por aquela menina. Achei muita "encheção de linguiça" e desperd´[icio de tempo, muita parde boba e que poderia pular, muita deusa pro meu gosto.
      Aí a autora inventou de fazer uma versão dele e...ainda assim não tenho coragem de passar por toda aquela provação de novo.
      Mas é bom saber que dá pra entender o que se passa na cabeça dele e que é um livro menos chato que os outros. Achei que o que faltou naquela trama era exatamente isso: entender o protagonista.
      Porque tem um drama, tem uma história ali que não foi narrada e deixou muito a desejar.
      Não sei se lerei, como disse não tenho nem coragem, vai que odeio? Mas é bacana saber melhor do livro.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Concordo com vc sobre a questão da Deusa, um porre.
        O dele eu gostei.
        Concordo com tudo que disse.
        Beijos

        Excluir
    5. Eu nunca li nada de 50 tons de Cinza, e também acho que não seria um filme/livro que eu gostaria tanto, mas esse daí até que parece ser interessante.

      Beijos

      Poesia em Transe

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Este é bacana por ser possivel entender todos os traumas que ele sofreu.
        Beijos

        Excluir
    6. Eu não li a trilogia de cinquenta tons de cinza, mas assisti o filme (sei que não é a mesma coisa). Eu adorei a tematica e sei que no livro tudo é mais forte e mais apimentado, mas não me interessei pela trilogia, mas isso não acontece com GREY que eu estou super afim de ler e de formar a minha opinião. Adorei o seu blog, já está nos meus favoritos.

      Meu Blog: www.umcontainer.com

      ResponderExcluir