• Home
  • /
  • Sobre mim
  • /
  • Contato
  • /
  • Blogs Parceiros
  • /
  • Escritores Parceiros
  • [Livro] #Resenha - Flor de Cerejeira.



    Sobre :

    Livro - Flor de Cerejeira
    Autora - Alana Gabriela
    Páginas - 276
    Editora - Ebook Amazon

    Skoob

    *Livro cedido em parceria com a autora

    Sinopse :

    “Qualquer um pode cometer um erro.”

    Yoko sempre teve uma vida relativamente boa e estável, participava da organização do Festival Cherry Blossom, tinha amigos com quem contar na escola, tocava violino e estava treinando para fazer parte da orquestra da Juventude de Macon quando tudo começou a dar errado. Seu pai se envolveu num grave acidente, que acabou matando um pai de família e, foi parar na prisão. Sem a referência paterna, e com todos os problemas financeiros que se acumulam, o distanciamento da mãe, Naomi, que está a cada dia mais se afundando em trabalho, Yoko vê o que sobejou, de sua família, totalmente desestruturado. Em meio à dor da perda, Yoko conhece Aidan Hirsch, um garoto que parece tão desestruturado quanto ela, taciturno e solitário, e que é capaz, acima de tudo, de não julgar, simplesmente ouvir. Aos poucos, um sentimento singelo e inefável ganha forma, surgindo uma história delicada de autoconhecimento, arrependimento, culpa e superação que poderá mudar a vida desses adolescentes se assim escolherem.


    Compre Aqui:




    Impressões :



    Quando li a sinopse deste livro, fiquei bastante interessada. A leitura da Alana me cativou em Efeito Dominó e jogou minhas expectativas lá no alto.
    Yoko era uma garota popular na escola, até o seu pai cometer um erro. Ele atropelou e matou um pai de família, ele estava bêbado, fugiu do local e não prestou socorro.
    Quando foi a julgamento ele foi preso e Yoko, passou a sofrer bullying por parte de suas melhores amigas, pessoas na escola, na rua e vivia com medo, pois em todos os lugares, as pessoas torciam o nariz quando ela chegava.
    Apanhou algumas vezes do filho do homem assassinado, pois ele dizia que como não podia se vingar do pai, se vingava em Yoko, fazendo inclusive que ela desse dinheiro a ele para que não apanhasse mais, era excluída de tudo. Restou apenas Rebecca ao seu lado, prima de sua ex melhor amiga.

    Um belo dia, uma de suas professoras pede para que ela faça um trabalho em dupla com Aidan, um garoto também excluído da turma, enigmático, agressivo e que as pessoas o evitam. Ela só não imaginava encontrar neste rapaz, que sofre com crises de agressividade, alguém em quem confiar, juntos acabam por mudar suas vidas.

    Bom, no meu tempo de escola o bullying era algo tido como normal, as pessoas faziam, sofriam e estava tudo certo. Eu estudei sempre na mesma escola, era uma escola particular e bem pequena. Lembro que quando estava na oitava série, mudei-me de casa e passei a ter amigos na rua onde morava e isso causou alguma coisa na minha então melhor amiga, que por algum motivo, que até hoje não sei bem qual foi, ela fez a classe inteira se virar contra mim, na verdade, ninguém falava comigo. E até hoje, mesmo tendo se passado vinte anos, juro que não sei a razão que levou a tudo aquilo (na verdade, quando tudo se resolveu, ela me disse que tinha ficado com ciúmes, pois eu já não ligava mais para ela e só queria saber de meus novos amigos), eu sei que foi um inferno, me acusavam de coisas que eu não havia feito (coisas idiotas, do tipo de passar trote, ligar a cobrar na casa de pessoas e etc..), conversavam entre eles falando mal de mim alto para que eu ouvisse e foi engraçado que apenas 4 pessoas falavam comigo, uma delas, foi a menina que eu sempre tirava sarro e isso me abriu os olhos e o coração. Pessoas de outras salas se envolveram e quando me dei conta, mais da metade do colégio não falava mais comigo. Isso durou alguns meses, até que eu descobri que era ela quem estava fazendo tudo e consegui provar para algumas pessoas e aos poucos as coisas foram voltando ao normal. Mas obviamente, que depois disso, nunca mais foi a mesma coisa. E algumas pessoas que não me deram as costas nesta época, mantenho contato até hoje. Então, quando dizem que o bullying não causa dano e que é algo normal, eu sou a primeira a dizer que não, não é e sim, causa danos muitas vezes irreversíveis.

    Mas voltando a falar do livro...A Yoko, por diversas vezes sofreu violência, foi espancada, pois a culpavam pelo erro de seu pai. E simplesmente sofreu em silêncio, não contou nada para ninguém, pois não queria preocupar a sua mãe. Pois elas estavam em uma situação tão difícil que ela não queria que a mãe tivesse que deixar de trabalhar para se preocupar com ela, não queria preocupar a sua amiga Rebecca. O pai sempre escrevia cartas e ela sentia uma raiva tão grande, que demorou algum tempo para poder digerir e até se abrir com ele sobre tudo o que ela vinha sofrendo.

    Aidan foi peça fundamental em todo esse processo. Entendo que ele foi o alicerce que ela não encontrava em lugar nenhum e ao mesmo tempo, pode trazer a força que ela buscava para se livrar de seus medos e poder mudar tudo o que vinha vivendo e sofrendo. Assim como ele pode se abrir sobre suas crises com ela e de tudo o que vinha fazendo para se manter na linha.

    É um bom livro, fluído e bem escrito. De forma geral, foi uma leitura reflexiva e considero o enredo bom. Embora a Yoko seja adolescente e a trama se desenvolva em meio a todo este universo, recomendo a leitura para todas as idades.

    Yoko se mostra uma pessoa de pulso e atitude, pois em nenhum momento, pensou em se vingar, enfrentou tudo com força, garra e até empatia, o final ela dá a volta por cima e consegue nos fazer pensar ainda mais se a sua atitude foi a mais acertada. Eu queria ter sido, um terço do que a Yoko foi.

    Nota :





    20 comentários :

    1. Oi, Gi!
      Eu amei esse livro da Alana! E eu também queria ter sido um terço do que Yoko foi. Na escola eu sofria bullying e respondia com violência. Não que seja justificável, mas era a única forma que encontrei para me defender.
      Beijos
      Balaio de Babados
      Sorteio Literário de Carnaval
      Resenha Premiada Paixão e Crime

      ResponderExcluir
    2. A capa deste livro já é um tiro e não dá a ideia exata do enredo. Como você, sempre encarei o bullyng como algo comum, mas hoje entendo a seriedade. Quero muito ler este livro e tenho certeza que a leitura agregará bastante.
      Beijos

      ResponderExcluir
    3. Oie! Tudo bem?

      Bullying para mim NUNCA foi algo comum, sofri durante todo o meu tempo da escola e nunca vi ninguém ergue um dedo para pararem os praticantes, os professores então entravam na "brincadeira" junto, por isso sei o quão sério isso é! Sobre o livro é a segunda resenha que leio sobre e positiva também! A capa é linda, é o que me chama mais a atenção na obra! Com certeza irei procurar ele para ler!

      Bjss

      ResponderExcluir
    4. Nossa, já tinha visto a sinopse do livro, e realmente parece uma leitura bem reflexiva mesmo. Eu gosto muito de livros que tocam em assuntos como esse, para que não vejam esses temas como "normais", como você disse que foi pra você, isso é triste ):
      Fiquei super curiosa pra ler esse livro!

      Virando Amor

      ResponderExcluir
    5. Olá!! :)

      Eu não conhecia este livro e confesso que fiquei com alguma curiosidade... Ainda bem que que gostaste (mesmo que não muito).

      Bem, a capa e mutio bonita!! E fico contente que seja tao fluido e bem escrito, assim como com personagens fortes!

      Boas leituras!! ;)
      no-conforto-dos-livros.webnode.com

      ResponderExcluir
    6. Oi, tudo bem? Gostei bastante da premissa do livro e do tema que contém. Yoko me pareceu bem forte mesmo diante dessas diversas adversidades que sofreu e tenho certeza que esse livro deve ser sim muito reflexivo. Não é uma leitura para mim agora, mas vou manter em mente a dica. Beijos.

      ResponderExcluir
    7. Oi.

      Adorei a capa do começo da resenha, muito linda!! Conheço a Alana pelos outros livros dela, embora não tenha lido nenhum ainda. Este livro eu não conhecia, mas foi muito bom conhecê-lo agora. A premissa parece ser bem interessante e fiquei com vontade de lê-lo.

      ResponderExcluir
    8. Olá, tudo bem?
      Gostei muito de Yoko e como ela consegue consegue superar as adversidades que parecem querer cercá-la de uma maneira ou outra. Me parece ser um livro bem cativante e que consegue envolver o leitor ao longo da narrativa e dos problemas que os personagens enfrentam. Vou buscar na Amazon e vou conferir.

      ResponderExcluir
    9. Oie!
      Nossa, adorei a capa desse livro! Achei lindíssima.
      Eu ainda não conhecia essa publicação, e percebi que será uma história bem intensa. Vou anotar essa dica para conferir, pois fiquei curiosa para saber todos os detalhes da história.
      Bjks!
      Histórias sem Fim

      ResponderExcluir
    10. Oi.
      Concordo com você, bullyng é coisa séria sim.Eu era extremamente tímida até os 11 anos mais ou menos. Mas tímida de falarem comigo e eu não conseguir responder. Sofri muito bullyng na antiga escola por conta disso. Até que comecei a ir em uma psicóloga e fui em um acampamento de verão aonde fiz muitos amigos. Depois disse mudei de escola e deixei de ser tão tímida. Eu ainda lembro de algumas coisas que aconteceram na época.
      Quando ao livro, já paquero as obras da autora há algum tempo, acho essa capa linda e sua resenha só aumentou minha vontade de ler.

      Beijos.

      ResponderExcluir
    11. Olá!
      Yoko me pareceu uma personagem bem forte, por tudo que passou, bullyng e tal, e nem pensar em se vingar.
      Seu novo amigo Aindan, me pareceu bem leal. Espero que tudo tenha dado certo no final.

      ResponderExcluir
    12. Olá, tudo bom?
      Tive oportunidade de ler o livro da Alana ano passado e curti muito a história, seu desenvolvimento e a narrativa! De fato a Yoko é uma personagem muito forte em relação a tudo pelo que passou e eu também gostaria de ter tido metade da força dela em minha adolescência, quando passei por problemas parecidos com os seus. Enfim! Adorei a resenha e gostei muito de ler sobre ele aqui ^^

      Beijos!
      @PollyanaCampos
      Entre Livros e Personagens

      ResponderExcluir
    13. Oie!
      Nossa muito difícil o drama vivido por essa personagem, bullying é uma pratica inaceitável, ninguém deveria passar por isso. Fiquei curiosa para conhecer o Aidan pois gosto de personagens misteriosos, que de alguma forma ajudam a mocinha.
      Esse livro traz uma ótima reflexão, e livros que trazer algum tema importante e que merece ser debatido com certeza deve ser lido.

      Beijos!
      Eli - Leitura Entre Amigas
      http://www.leituraentreamigas.com.br/

      ResponderExcluir
    14. Realmente bullying causa danos sim. Assim como você, também sofri. Na escola e no meu bairro, ou seja, eu não tinha para onde correr. Só quem vive isso na pele sabe que é uma angústia muito grande.
      Eu tenho muita vontade de ler esse livro da Alana. Acho que vou sofrer muito pela Yoko! Aguentar essas coisas não é fácil não...

      Beijos

      ResponderExcluir
    15. Olá.
      Só de ler a resenha, já fiquei morrendo de pena da Yoko e acho que vou ficar ainda mais quando ler o livro.
      Acho muito injusto que ela sofra por um ato que nem foi dela. As pessoas, muitas vezes, não se colocam no lugar da outra. Ainda bem que o Aidan ajuda ela durante esse momento difícil, porque passar por tudo isso sozinha é muito ruim.
      Abraços.

      ResponderExcluir
    16. Oiee ^^
      Geente, e essa capa maravilhosa? Nem reconheci...haha'
      Eu já li um livro da Alana, e li metade de outro (um dia ainda tomo vergonha na cara e termino de ler), mas eu estou de olho mesmo é em "Flor de cerejeira", pois vi muita coia boa a respeito dele, fico feliz em saber que você gostou, mesmo que não totalmente. Espero gostar mais *-*
      MilkMilks ♥
      http://shakedepalavras.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    17. Fiquei com pena da personagem, ela parece não ter culpa do acontecido e não merecia isso, com toda a certeza. Que bom que ela encontrou um alicerce para ajudar a suportar isso tudo, e sinceramente, faltou empatia da parte dos personagens que agrediram ela. ):

      ResponderExcluir
    18. Olá...
      Minha nossa, que capa mais linda e delicada... o engraçado é que ela não condiz com o tema pesado da premissa.
      Tenho certeza que eu iria chorar horrores lendo isso.
      Adorei a sua resenha, dica mais do que anotada!

      beijos
      Livros & Tal

      ResponderExcluir
    19. Oi querida,
      Fico muito feliz que você tenha gostado do livro, é sempre ótimo embarcar em uma leitura envolvente como essa. Fiquei muito curiosa para saber mais sobre a trama e poder acompanhar o desenvolvimento dessa história. O enredo é muito bom, mas a capa não deixa transparecer a sinopse, entende?
      Gostei da resenha, e da sua sinceridade com a obra.

      Beijoss, Enjoy Books

      ResponderExcluir
    20. Olá!
      Acho que o livro sempre tem um peso maior quando a nossa história se mistura de alguma forma com a história dos personagens, no caso do bullying por exemplo. Gostei bastante da premissa, fiquei querendo saber mais e a relação da história com o nome do livro. Adorei a resenha!
      Beijos,

      Luana

      ResponderExcluir